domingo, 1 de outubro de 2017

NOTÍCIAS DA IGREJA: PAPA FRANCISCO


PAPA A NOVOS BISPOS: CRESCER NO DISCERNIMENTO ENCARNADO E INCLUSIVO


Segundo o Papa, “um bispo não pode dar como certo a posse de um dom tão elevado e transcendente, como se fosse um direito adquirido, sem cair num ministério infecundo. É preciso implorá-lo continuamente como primeira condição para iluminar toda sabedoria humana, existencial, psicológica, sociológica e moral que pode nos servir na tarefa de discernir os caminhos de Deus para a salvação daqueles que nos foram confiados”. 
 
“O discernimento nasce do coração e na mente do bispo através de sua oração, quando coloca em contato as pessoas e as situações confiadas a ele com a Palavra divina proferida pelo Espírito. É nessa intimidade que o Pastor amadurece a liberdade interior que o torna firme em suas escolhas e em seus comportamentos, pessoais e eclesiais. Somente no silêncio da oração é possível aprender a voz de Deus, encontrar os traços de sua linguagem e ter acesso à sua verdade”. 

Veja mais acessando:



CARD. CHÁVEZ: EMERGIU IGREJA QUE FRANCISCO SONHA PARA AMÉRICA LATINA


Berlim (RV) - Aquilo que emergiu na viagem de Francisco à Colômbia é “a Igreja que o Papa sonha para a América Latina”. Foi o que disse o bispo auxiliar de San Salvador, em El Salvador, Cardeal José Gregório Rosa Chávez, à margem do encontro internacional “Caminhos de paz” em andamento em Münster, na Alemanha.

PAPA QUER IGREJA QUE FAÇA PARTE DA HISTÓRIA DO POVO

Respondendo a uma pergunta sobre a viagem do Papa à Colômbia, o purpurado fala de uma “viagem emblemática”. “Aquilo que impressiona em seus discursos é a visão global da Igreja que sonha. Ele quer uma Igreja que faça parte da história do povo, que console as feridas, as cure, as acaricie, que percorra os caminhos para a paz.”

O Cardeal Chávez se disse impressionado sobretudo com os discursos feitos em Medellín e Cartagena: “O Papa deu à Colômbia as chaves da reconciliação. A verdade é imprescindível, mas não basta. É preciso verdade, justiça, perdão e misericórdia. Suas palavras são certamente difíceis de serem aplicadas, mas são o único modo para reconciliar o país. Foi uma viagem emblemática. Uma parábola da Igreja que o Papa sonha na América Latina”.

FRANCISCO CONSEGUIU FALAR AO PAÍS INTEIRO

Francisco fala, mas “a mensagem, em primeiro lugar, é aquilo que ele é e, em segundo lugar, são os gestos que realiza. A Colômbia é um país com tantas dificuldades, mas o Papa conseguiu, em meio a obstáculos enormes, falar ao país inteiro”, ressaltou.

“Falou a um país dividido e aquilo que disse é maravilhoso. Todas as palavras eram pensadas e ele as disse. São uma síntese vital da Igreja que vive naquela terra”, concluiu o cardeal salvadorenho, Dom Rosa Cháves. (RL/Sir)




Jornal Online “A Voz de Lourdes” – Outubro de 2017
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa – SP
Site da Paróquiahttp://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário